Caixotes de lixo inteligentes reduzem frequência de recolha de resíduos na Baixa de Cascais

Os primeiros quatro meses de funcionamento dos caixotes de lixo inteligentes instalados em Cascais confirmam a aposta da Cascais Ambiente nestes sistemas inovadores. Já não existem caixotes a transbordar no centro da vila, mesmo quando surgem grandes grupos de turistas, refere em comunicado.

A instalação de 10 caixotes de lixo inteligentes, no final de outubro de 2018, em várias ruas da baixa de Cascais, permitiu não só aumentar a capacidade de deposição, mas também gerir de forma mais eficiente a recolha destes equipamentos. Os sensores de enchimento instalados nestes equipamentos emitem informação em tempo real sobre a capacidade ocupada e a capacidade disponível, o que permite que as recolhas sejam feitas apenas quando a capacidade está optimizada, ou seja, perto do limite.

“Os caixotes de lixo convencionais eram despejados duas vezes por dia, e isso era feito independentemente da quantidade de resíduos existentes. Os caixotes inteligentes são despejados em média uma vez por semana, e apenas quando o sistema nos avisa”, explica Luís Almeida Capão, presidente do Conselho de Administração da Cascais Ambiente.

Isto significa que o novo sistema implementado em Cascais, permitiu passar de cerca de 14 recolhas semanais por caixote para apenas uma, além de fomentar novas competências nos cantoneiros, que passaram a ter um papel mais interventivo no sistema de limpeza urbana, apoiando-se nas informações recebidas digitalmente.

Leia a notícia completa aqui

X