Fundão: Projeto “Casas e Lugares do Sentir”

Atualmente o Município do Fundão é composto por 23 freguesias onde habitam 29.213 pessoas, das quais muitas têm idade superior a 65 anos. É neste contexto demográfico e de renovação da imagem identitária do concelho que se desenha um dos vértices estratégicos do programa museológico do Fundão, que tem nas Casas do Território uma das suas manifestações mais desafiantes. Ou seja, é um museu alargado por diversas freguesias do nosso concelho, reproduzindo e ilustrando aquilo que são as marcas de identidade cultural mais expressivas de cada lugar.

O conceito da Rede Casas e Lugares do Sentir assume-se, em primeiro lugar, como uma rede de casas em distintas freguesias no concelho do Fundão, que honram os saberes e tradições locais e que formam um excelente roteiro de interesse cultural, turístico, social e educativo. Foram pensadas para assegurar que o saber comum e alguns dos usos e costumes que forjam a nossa identidade não se percam.

As casas valorizam e promovem o território, a memória, a tradição e a história, projetando-as para uma dimensão universalista e, ao mesmo tempo, promovendo a coesão cultural do território. As coordenadas principais destes equipamentos são: identidade, sociabilidade, participação cívica, solidariedade, inclusão multicultural, informação, aquisição e transmissão de conhecimentos. É por, no seu conjunto, promoverem estes valores que estão enquadradas como um projeto com o selo da UNESCO.

Fundão é um dos municípios ECOXXI da região centro.

X