Mais de 70% dos Municípios ECOXXI da Região Centro assina Pacto Institucional para a Valorização da Economia Circular

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) e 84 entidades públicas e privadas, entre as quais destacamos 13 municípios ECOXXI, assinaram o Pacto Institucional para a Valorização da Economia Circular, que engloba 230 ações até junho de 2021.

“A transição para uma economia circular é uma das grandes prioridades para a região Centro, que assumiu compromissos claros de promover um desenvolvimento económico, social e ambientalmente sustentável”, considera Isabel Damasceno, presidente da CCDRC.

Economia Circular é um conceito estratégico que assenta na redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia. Promove um modelo económico reorganizado, através da coordenação dos sistemas de produção e consumo em circuitos fechados.

Responsável pela coordenação da Agenda Regional de Economia Circular do Centro, a CCDRC desafiou com este Pacto “os agentes regionais para assumirem o compromisso de desenvolver ações que visam a promoção de práticas circulares”.

Entre o total de signatários contam-se 34 municípios (mais de 70% dos Municípios ECOXXI da Região Centro), quatro Comunidades Intermunicipais e uma Junta de Freguesia, 14 Associações (culturais, empresariais e sectoriais), três entidades regionais, nove empresas (públicas e privadas), 10 instituições de ensino superior (Universidades e Institutos Politécnicos) e nove entidades ligadas ao Sistema Científico e Tecnológico, Centros Tecnológicos, Incubadora e Cluster. Os Municípios de Águeda, Anadia, Arganil, Fornos de Algodres, Fundão, Góis, Leiria, Mealhada, Soure, Tábua, Tomar, Torres Vedras e Vila Nova de Poiares estão entre as entidades que assinaram este Pacto. Ílhavo, candidato pela primeira vez ao Programa ECOXXI, integra também esta lista.

Os compromissos assentam num conjunto de medidas de cariz transformador, cujo objetivo fundamental é a aceleração da região para uma economia de base circular.
Saiba mais aqui.

X