Economia Circular – Candidaturas abertas até 31 de agosto

Os municípios vão receber apoios para integrar os mercados tradicionais nas regras da economia circular ao optarem por veículos elétricos, diminuírem as embalagens descartáveis e o plástico, usarem reutilizáveis e reduzirem o desperdício.

Os municípios com menos de 50 mil habitantes “poderão apresentar candidaturas que incluam um conjunto de ações, projetos esses que terão um apoio a 90% e, em cada candidatura, o máximo que se apoia são 45 mil euros”, referiu o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes.

Através do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, estão disponíveis para este aviso 900 mil euros, “o que significa que poderão ser apoiados cerca de 20 candidaturas de 20 mercados municipais de frescos”, disse o governante. O aviso do Fundo Ambiental tem como tema a logística descarbonizada e a economia circular em mercados tradicionais de frescos.

O secretário de Estado explicou que é uma ação que visa alterar comportamentos com o objetivo da “utilização de veículos, quadriciclos, triciclos em bicicletas que podem ter tração elétrica, também a possibilidade de esses mercados reduzirem o plástico e as embalagens descartáveis, nomeadamente usando embalagens reutilizáveis, com materiais sustentáveis”.

As candidaturas podem ser apresentadas até 31 de agosto pelos municípios ou pelas entidades gestoras dos mercados, que podem ter parceiros. 

Leia a notícia completa aqui

X